05 janeiro 2007

Ana Cunha


Nome / Naturalidade
Ana Maria Silva e Cunha
Glória – Aveiro

Idade / Data de Nascimento
24
16/06/1982

Licenciadada em Educaçao Fisica e Desporto pela Universidade de Coimbra, têm como desporto de eleiçao o basket, sendo federada há varios anos.
Teve em 2006 a primeira experiencia como Nadadora-Salvadora, foi unânime o seu espírito de equipa e de entre ajuda para com todos os Nadadores Salvadores mostrando sempre atitude positiva e de confiança.

Porque ser NS?
Fascínio pelo mar e por toda a sua força e grandeza, como também o fascínio pela vida humana tentando sempre ajudar aqueles que não conhecem o mar e os seus perigos.

Um ou mais aspectos positivos/negativos de ser NS
Positivos – ajudar as pessoas que não conhecem os seus perigos, sensação de ajuda. Conhecer pessoas novas fazendo novas amizades...e claro ganhar umas esmolitas enquanto se aproveita a praia.
Negativos – por vezes é um pouco perigoso, o que sublinha o facto de os cursos terem que bons e adequados.

Balanço da época balnear ´06?
Foi o primeiro ano que trabalhei como Nadadora Salvadora, por isso na minha opinião de principiante foi um ano positivo, não tivemos nenhum acidente grave, nem deixamos escapar a vida de ninguém.
Penso também que tivemos um grupo fabuloso que sempre se empenhou e mostrou estar ali para trabalhar e dedicar o seu trabalho áqueles que disfrutam do verão, trabalhando sempre em conjunto, muito unidos.

Como caracterizas o grupo de NS em ´06 na Vagueira/Areão?
Empenhado, dedicado, trabalhador, incansável, atento, sempre pronto a atender às dúvidas e pedidos dos banhistas...resumindo, um grande grupo com grandes resultados.

Histórias inesquecíveis/caricatas como NS.
Ter três banhistas em perigo ao mesmo tempo, enquanto todos os outros nadadores salvadores estavam a tratar de picadas de lacraias. Tive que pensar rápido e agir ainda mais rápido, felizmente tudo acabou bem.
Todas as rondas de moto de água resultavam numa história caricata, desde derrubar um muro com um tractor, ser atropelada pela moto de água, etc, etc.

Sensação (antes/durante/depois) num salvamento.
Um pouco nervosa antes, durante esquecer todo o perigo e pensar em tudo aquilo que aprendi para aplicar e salvar o banhista. Depois um alívio enorme, e a sensção de dever cumprido. Muitas vezes até quando voltavamos a falar com o banhista a sensação do trabalho cumprido era ainda mais realçada.

INTERESSES

Bandas preferidas -Evanescence, 3 Doors Down, musica disco, etc
Música preferida - Breath no more
Filme preferido -The Fast and the Furious
Programas preferidos - CSI, OC, Desporto.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home